top of page
Buscar
  • patricialuise

Anvisa anuncia registro de 1º remédio contra Covid-19


A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) anunciou, nesta sexta-feira (12), a aprovação do primeiro medicamento com indicação contra a Covid-19, o Remdesivir. O remédio servirá para evitar o agravamento da doença, mas não como forma de prevenção.

A agência também autorizou o registro do uso definitivo da vacina Oxford/AstraZeneca, produzida pela Fiocriz (Fundação Oswaldo Cruz), contra o coronavírus. O imunizante já estava sendo usado no país, mas pelo com uso emergencial.

Leia também:

“São dois anúncios de registro. O primeiro registro é relacionado à vacina Covid-19. Recombinante, também conhecida como vacina de Oxford, que é uma vacina que já vinha sendo utilizada pelo procedimento de uso emergencial e que agora vai ser registrada pela agência com uma etapa de fabricação no Brasil o que a gente acredita que representa maior autonomia”, anunciou Gustavo Mendes, gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos.

Sobre o novo medicamento contra a Covid-19, que já está sendo usado de maneira emergencial nos EUA desde novembro, o gerente da Anvisa explicou que se trata de um "sintético que vai poder ser utilziado em pacientes que estão acometidos pela doença".

Raphael Sanchez, especialista da gerência de qualidade de medicamentos da Anvisa, explicou ainda que o medicamento será vendido em forma de "pó para solução injetável" que deve ser reconstituído no momento da aplicação, terá prazo de validade de 36 meses, e será vendido com o nome comercial de Veklury.

Logo após a aprovação americana, em novembro do ano passado, a OMS (Organização Mundial da Saúde) disse que o Remdesivir não é recomendado para pacientes hospitalizados com Covid-19, uma vez que o antiviral não evita mortes, nem o agravamento da doença.


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Logo-vertical-2.png
bottom of page